sexta-feira, 27 de maio de 2011

Princípios do Treino Desportivo

Postado por Educação Físicaa  |  at  11:32




O treino desportivo apresenta-se como uma atividade física de longa duração, graduada de forma progressiva, individualizada, actuando especificamente nas funções humanas, fisiológicas e psicológicas, com  o objectivo de superar tarefas mais exigentes do que as habituais. É assim que Bompa (1983) define treino desportivo. Ele, como muitos outros autores, apresenta definições baseadas em inúmeros estudos científicos sobre o tema.

O treino desportivo, quando aplicado adequadamente, provoca no organismo humano, adaptações morfológicas e funcionais, elevando assim o nível de forma física do indivíduo. Para tanto, alguns princípios devem ser seguidos para que a aplicação desse treino seja eficaz.


Vamos tratar daqueles considerados fundamentais em qualquer processo de treino:

Individualidade Biológica: a aplicação de cargas de treino respeitando a individualidade biológica de cada indivíduo é uma regra. Encontramos atletas que recebem a mesma sobrecarga de trabalho e reagem, sofrem adaptações, completamente diferentes. Neste caso, até as recuperações são diferentes. Para atletas jovens, é importante considerar as fases de crescimento e desenvolvimento em que se encontram. Para todos, o estilo de vida também conta;

Sobrecarga: o primeiro passo para acertarmos na determinação da sobrecarga são os testes de avaliação. Eles nos indicam em que patamar de forma o atleta se encontra e como poderemos estabelecer o volume e a intensidade da sobrecarga aplicada. Conforme os objectivos do atleta e seu nível de forma, devemos programar as cargas quanto aos aspectos de qualidade (intensidade) e quantidade (volume) de forma gradual e crescente;

Densidade: em todo o treino existem dois parâmetros – a carga ou estímulo e a pausa ou recuperação. Como já mencionado antes, a carga produz um desajuste dos sistemas e durante a recuperação, por meio da reacção do organismo, ocorre a adaptação e a super compensação. Essa recuperação necessita um tempo de repouso, ou  uma diminuição da carga, para produzir todos os efeitos regenerativos e super compensatórios. Essa relação temporal entre a aplicação da carga e a recuperação denomina-se de densidade. A correcta utilização dessa relação determina a eficácia do treino.

Especificidade: outra regra bastante clara: se aplicarmos cargas de resistência, o atleta melhora a resistência. Neste caso, considerando as características próprias do desporto trabalhado, o planeamento deve conter elementos específicos (objectivos, métodos, meios, etc.) para desenvolvimento das capacidades desse desporto;

Reversibilidade: a interrupção do processo de treino provoca reversão dos efeitos obtidos ao longo do tempo. Essa perda apresenta um ritmo mais rápido para os treinos baseados na resistência e resistência de força, e mais lento para os treinos baseados na força explosiva e força máxima.

Iniciar um treino em qualquer nível não é tão simples quanto parece.

Tem que que haver um acompanhamento de um profissional, autorização médica, muita determinação e disciplina para atingir objectivos previamente definidos. Qualquer exercício tem que estar assente nos princípios do treino.

O primeiro principio do treino desportivo a ser analisado é o princípio da individualidade biológica que é a capacidade única dos seres vivos de responder ao agente que desencadeia o processo de stress.

Já o princípio da adaptação consiste em mudanças estruturais, funcionais e biológicas, geralmente irreversíveis, que passam de gerações para gerações. É a famosa genética, alguns têm maior facilidade de desenvolver uma capacidade física em comparação a outros, mesmo quando ambos utilizam o mesmo exercício.

O princípio desportivo da aclimação corresponde a mudanças estruturais reversíveis em função da imposição de estímulos não naturais ao organismo, ou seja, o exercício físico. São os resultados de um treino.

O princípio do treinamento desportivo da sobrecarga diz respeito à capacidade do exercício de ultrapassar as demandas fisiológicas, ou seja, os limites do corpo, obrigando o organismo a uma nova aclimação.

O princípio do treinamento desportivo da super compensação é a capacidade do organismo de aumentar as suas reservas energéticas após uma carga desgastante quase máxima, desde que seja submetido a um período de descanso suficiente.

O princípio do treinamento desportivo da especificidade está pautado na sua própria especificidade, ou seja, o treino deverá reflectir aquilo que queremos treinar ou melhorar. O princípio da continuidade diz que, a partir do momento em que deixamos de fazer uma certa atividade, o nosso desempenho não será igual naquela atividade.

Fonte

Já acessou o blog da EDUCAÇÃO FÍSICA hoje?
Saiba mais sobre ESSE ASSUNTO clicando aqui!
Veja os melhores LIVROS e CURSOS ON LINE de Educação Física.

Categoria:
Sobre o Editor

Equipe do blog Educação Fisicaa

Receba Newsletter

Inscreva seu e-mail e receba atualizações.

Compartilhe esse Post

Posts Relacionados

Comente:

    Últimas

Receba no Email

Digite seu e-mail e receba as novidades no seu e-mail.


Você irá se cadastrar na nossa newsletter, não esqueça de confirmar o cadastro clicando no link que irá para o seu e-mail.

Seguidores

Populares

Blogger templates. Proudly Powered by Blogger.
back to top